6 de julho de 2016

Nabos, onde estão?

Deslizava pela rua com ligeireza. Subitamente uma senhora interpelou-me com tom de voz nasal.
- Ó menina, ó menina… onde é que há aqui uma loja de nabos?
- Loja de nabos!? – Procurei confirmar.
- Sim. Preciso de nabos…
- Ah! O supermercado! Ali à frente tem o X e o Z. Ficam na mesma rua, um quase em frente do outro.
- O que é um supermercado? Será que vendem nabos? Preciso mesmo de nabos.
- Vendem sim, minha senhora.
- Obrigada.
Não pude deixar de ouvir o tico a comentar com o teco: «Uma naba em busca de nabos, literalmente!»


Sem comentários:

Enviar um comentário